quinta-feira, 21 de março de 2019

Presidente entrega ao Congresso projeto de reforma previdenciária dos militares





O presidente Jair Bolsonaro  (PSL) foi pessoalmente à Câmara dos Deputados, na tarde desta quarta-feira (20), entregar o projeto de lei que altera as regras previdenciárias dos militares e reestrutura as carreiras das Forças Armadas.

Ele chegou ao Congresso Nacional acompanhado dos ministros Paulo Guedes (Economia), Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Onyx Lorenzoni (Casa Civil) e se reuniu com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

O texto prevê o aumento do tempo de contribuição de militares no serviço ativo, que atualmente é de 30 anos, para 35 anos. O tempo será o mesmo para cada patente do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. 

O projeto de lei prevê o aumento escalonado, de 7,5% para 10,5%, na alíquota de contribuição previdenciária dos militares. Em 2020, o índice vai subir para 8,5%; no ano seguinte, para 9,5%; e, por fim, em 2022, chegará aos 10,5% estipulados.

A economia com as mudanças nas carreiras para os militares corresponderá a R$ 10,45 bilhões nos próximos 10 anos, de acordo com os Ministérios da Economia e da Defesa. O valor é resultante da economia de R$ 97,3 bilhões com a reforma da previdência dos militares, menos o custo de R$ 86,85 bilhões decorrente da reestruturação.

Em 20 anos, segundo os cálculos dos dois ministérios, a economia com as novas regras para os militares saltará de R$ 10,45 bilhões para R$ 33,65 bilhões.

Ao entregar a proposta de emenda à Constituição que reforma a Previdência Social, em 20 de fevereiro, a equipe econômica anunciou que as novas regras para as pensões dos militares gerariam economia de R$ 92,3 bilhões em 10 anos. 

Esse valor, no entanto, não considerava o impacto dos aumentos de adicionais para os militares nem a reestruturação da carreira para as Forças Armadas.

Segundo o Ministério da Economia, a reforma na Previdência dos militares também deverá gerar economia de R$ 52 bilhões nos estados. Isso porque, de acordo com a proposta, policiais militares e bombeiros estarão submetidos às mesmas regras de aposentadoria que as Forças Armadas.

A transferência para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) das contribuições dos militares temporários, que ficam até oito anos nas Forças Armadas, gerará impacto positivo de R$ 10,3 bilhões. Essa mudança, no entanto, não terá efeito fiscal porque o dinheiro que ficava no orçamento do Ministério da Defesa passará para o INSS, sem impacto no Orçamento Geral da União.

O texto final da reforma foi acertado em uma reunião, na manhã de hoje, entre o presidente Bolsonaro, o ministro da Defesa e os comandantes das Forças Armadas (Exército, Aeronáutica e Marinha).

Com informações da Agência Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário

ANUNCIANTES DO BLOG

ANUNCIANTES DO BLOG

LEITÃO MÓVEIS DE NOVA RUSSAS

LEITÃO MÓVEIS DE NOVA RUSSAS
SEMPRE COM GRANDES PROMOÇÕES!!!

PRODUTOS SERRA GRANDE - CONTATO/WHATS:(88)99938-9033

PRODUTOS SERRA GRANDE - CONTATO/WHATS:(88)99938-9033
Supervisor Comercial Cléber Bezzera: Tim/Watts (88)99938-9033

MARTMAG NOVA RUSSAS

MARTMAG NOVA RUSSAS
Garantia de Boas Compras!!!

Curta e Compartilhe nossas matérias

VEXNET

VEXNET
Planos de Fibra Óptica disponíveis para Nova Russas. Você que já é cliente, ligue e fique sabendo de suas vantagens. Você que ainda não é, está perdendo tempo, adquira agora nossos planos. Telefones para contato: (88)99921-1988; (88)99410-7302; (88)3672-0605.

RAQUEL LIMA ESTETICISTA - CONTATOS/WHATS: (88) 99922-6948/99901-7939

RAQUEL LIMA ESTETICISTA - CONTATOS/WHATS: (88) 99922-6948/99901-7939
RUA TENENTE RAIMUNDO DO VALE,145 - PROGRESSSO-NOVA RUSSAS

PUBLICIDADE

Publicidade no Blog

TOTAL DE VISUALIZAÇÕES DE PÁGINA

Nossa Página no Facebook

PESQUISE MATÉRIAS DE SEU INTERESSE NESTE BLOG

Postagens populares

TRADUTOR

RADIALISTA DENES LIMA. Tecnologia do Blogger.